Estudando na Irlanda – Dicas de quem esta lá

Já são quase 4 meses aqui em Dublin na “Emerald Isle” (nome dado a Irlanda por conta da sua vegetação vibrantemente verde), a serem completos no dia do meu aniversário. Nesse período muita coisa já passou pela minha cabeça, algumas coisas eu esperava que fossem melhores e outras não achei que seriam tão boas. Quatro meses é pouquíssimo tempo para formar uma opinião, especialmente quando comparado a intercambistas que estão aqui a quase 3 anos.

Então minhas palavras refletem as minhas primeiras experiências e conclusões. Mais que isso, expressam as coisas que eu errei e acertei na hora do meu planejamento e que desejo passar a todos que estão planejando uma viagem.
Acredito que todo intercambista deve ter um objetivo. Seja aprender uma língua, viajar, tomar cerveja ou ver a neve. Cada um cresceu de uma maneira e tem seus próprios planos e sonhos.

Tradição Irlandesa

Falando um pouco do que eu já conheci da Irlanda. É um país com uma história muito antiga, repleta de fatos importantes que caracterizam a ilha. A presença do gaélico (linguagem usada pelos primeiros povos) se faz muito presente e é um dos temas de conservação por parte do governo. A maioria das placas possui as duas línguas, de modo a manter a tradição dos ancestrais. Após a colonização por parte de Reino Unido, os movimentos de independência e a cena literária se tornaram atores principais da cultura.

Dublin-4

Dublin

Dublin é uma cidade que preserva esse espírito, com inúmeras ruas e monumentos homenageando os principais líderes nacionais. A arquitetura georgiana da época da colônia se mistura com modernas construções, headquarters das mais famosas startups do mundo, fazendo com que a economia da cidade esteja em ascensão e recebendo cada vez mais profissionais criativos.

E em meio a tudo isso, INCONTÁVEIS pubs, restaurantes, cafés e lojas. Diferentemente do Brasil, onde os restaurantes e lojas se encontram nos grandes shopping centers, aqui tudo fica na rua, a uma porta de distância. Ao falar dos pubs e da vida noturna irlandesa é impossível não falar da Guinness, a famosa cerveja escura. Da mesma maneira que o gaélico é uma marca registrada da ilha, a Guinness também. A visita a fábrica é obrigatória para entender o tamanho e a história do amor dos irlandeses pela bebida, e não provar uma pint de Guinness é um crime turístico.

Dublin é uma cidade muito cosmopolita, e o mix de nacionalidades é notável nas ruas. Todos os tipos de cozinhas, bares e atrações estão disponíveis para o intercambista.

Eu decidi vir para a Irlanda pois queria obter a fluência no inglês e poder viajar “n” países da Europa com um orçamento apertado.

Dicas para seu Intercambio na Irlanda

Vou falar sobre alguns tópicos que acho mais importante para um futuro intercambista saber/considerar.

Primeiro item, e mais importante, é a questão do curso/escola a ser escolhido. Independente das suas vontades/sonhos/conhecimento seja lá o que for, o seu visto de está atrelado a sua condição de estudante (exceto casos de pessoas com passaporte europeu ou algo similar) então a sua escola é seu meio de ligação com o país, e deve te fornecer todo o suporte que você precise.

Escola, Cursos e Preços

Quando estamos no Brasil imaginamos uma estrutura para as escolas e quando chegamos aqui percebemos que as coisas não são bem assim. Estou estudando na Atlantic Language School e acredito que este foi um dos maiores acertos do meu planejamento. A escola possui a melhor estrutura entre as que eu visitei, e uma variedade de nacionalidades que lhe permite um intercambio cultural bem abrangente. Tenho amigos na maioria dos países da Europa, sem contar nossos amigos asiáticos, oriundos de amizades que fiz na escola. Porém isso não é por acaso, o valor do curso é relativamente maior que outras opções que temos aqui.

Minha primeira e mais sincera dica para futuros estudantes: Existem escolas baratas, medianas e caras. Você irá receber o ensino que você pagou. Porém o inglês é algo que você levará para sempre com você e pode te abrir muitas portas onde quer que você esteja. Este é o melhor investimento que você pode fazer! Pesquise bem, converse com ex-alunos e não se baseie somente no valor.

Brasileiros em Dublin

Segundo tópico muito, mas muito falado por ai: Existem muitos brasileiros em Dublin?. Sim, e eu não imaginava o quanto antes de chegar aqui. Você encontra brasileiros todos os dias. Sua escola terá brasileiros, na moradia da escola, na fila do mercado e enfim… Isso é ruim por um lado mas bom por outro, depende de você saber lidar com a situação e saber o que você quer do seu intercambio.

Ninguém, independente da nacionalidade, vai te obrigar a fazer nada e se você tiver um objetivo definido aproveite seus conterrâneos para obter dicas, conhecer as melhores formas de conseguir as coisas e até as lojas mais baratas (=D). Porém é utopia pensar que seria diferente. Londres, Austrália, Califórnia… pra onde você for você irá encontrar os Brazucas.

Particularmente eu oscilo entre descontentamento e alívio. Meus hobbys são extremamente brasileiros, como futebol, surf e skate, o que facilita na hora de encontrar colegas para os momentos de lazer. Por outro lado, e todo mundo sabe, que só se aprende inglês praticando e o exagero no convívio com brasileiros atrapalha este processo.

Dublin-2

Clima na Irlanda

O clima, ahhhhhhh o clima. Cheguei no verão e nas primeiras noites não conseguia dormir, um pouco pelo jetlag, mas muito influenciado pela claridade as 10 pm. É impressionante como os dias são longos no verão. Esqueça o horário de verão brasileiro, aqui a diferença é muito grande. Hoje estamos no meio de dezembro e as 5 pm já está escuro. Em questão de 30 dias tudo se inverteu. É uma grande experiencia vivenciar um clima tão diferente do nosso.
O clima na Irlanda é muito maluco. Você acorda com um Sol maravilhoso, corre pra aula, e no intervalo está cinza e chuvoso.

Isto é algo que deve ser considerado quando estiver planejando sua viagem. Invariavelmente você vai usar blusa! E a partir do final do verão você vai usar mais de uma! Chove na maioria dos dias e em algumas temporadas os ventos são um pouco assustadores (sempre fui um pouco encafifado com o barulho do vento). Mas tenha certeza que nos dias de verão e nos dias azuis, você irá experimentar paisagens absolutamente encantadoras.

Dublin-1

Conhecendo a Europa

Agora vou falar sobre uma das coisas que mais me deixam felizes aqui na Irlanda. A facilidade para conhecer os países da Europa. Ainda não completei 4 meses de intercambio e já conheci 4 países. Fui para Holanda, Alemanha, República Tcheca e Espanha. Isso tudo com “pouquíssimo” dinheiro. Claro que sai do Brasil com isso planejado e com um certo orçamento, porém estou prestes a ir para Londres e Copenhagen com passagens por 15 euros. Sim, 15 euros. Não é nada incomum conhecer pessoas que visitaram mais de 15 países e até mesmo aqueles que fazem bate e volta para a Escócia por 10 euros. Existem companhias aéreas “low-cost” que lhe permitem essas experiências, e um planejamento bem feito pode lhe proporcionar viagens inesquecíveis.

Não posso deixar de falar do número de amigos que fiz aqui. Como vim com um inglês consideravelmente bom, pude me comunicar com a maioria das pessoas que conheci. Assim fiz bons amigos de diversas nacionalidades, e isso me permitiu entender muita coisa sobre o estilo de vida na Europa, Ásia, Oriente Médio e demais regiões do mundo.

Dublin-4

Juntamente com o inglês, sua absorção da cultura local e dos seus amigos estrangeiros é algo que você sempre carregará e, para mim, é a experiencia mais importante que você pode ter.

Talvez já falei demais….

Segue minhas fotos para demonstrar um pouco da minha aventura aqui na terra da Guinness.

Slainte!!

Bruno Cazarotte

 

2 comentários sobre “Estudando na Irlanda – Dicas de quem esta lá”

  1. Pingback: Porque tantos brasileiros estão indo estudar e trabalhar na Irlanda? - Fazer Intercâmbio

Vai Fazer Intercâmbio? Deixe seu comentário!