#experiência: Thiago Mendes Borges, Christchurch, NZ

É sempre muito legal recebermos depoimentos onde nossos intercambistas explicam o quanto estão felizes com essa experiência. E melhor ainda é sabermos que ajudamos a tornar esse sonho uma realidade. É o caso do Thiago Mendes Borges. Agora, ele nos conta como está sendo estudar e trabalhar na Nova Zelândia.

 

Decidir vir para a Nova Zelândia não foi uma decisão muito fácil, deixar tudo no Brasil para trás e vir para cá demanda muito tempo e calma! Para mim, o profissionalismo da Nova Zelandia Brasil foi fundamental, pois só com a informação certa, toda organizada, é que nós clientes conseguimos ter a clareza para realmente aproveitar a parte divertida do planejamento da viagem/intercâmbio.

Em todo momento senti que estavam me vendendo o que era melhor para mim e não o que a agência queria vender ou o mais caro! Tive exemplos disso com a passagem de avião que era pra ser muito mais cara do que realmente foi, mas com um pouco de pesquisa e paciência o preço ficou bacana! e teve também a ajuda com o visto! Tenho certeza que a agencia iria ganhar mais dinheiro com um visto de estudante, mas quando falei do Working holiday obtive as informações que precisava mesmo sabendo que a Nova Zelandia Brasil não iria ganhar 1 centavo com isso.

A agência me deu tudo do modo que eu procurava e de forma profissional e ao mesmo tempo social! Me senti como se fosse um amigo de quem estava trabalhando lá! (Aee Anderson!)

Minha vida aqui na Nova Zelandia está cada vez melhor! Comecei estudando na CCEL (escola que recomendo para quem quer estudar inglês e realmente aprender) consegui meu certificado no Cambrigde e sai de lá feliz da vida para trabalhar por aqui!

Lá conheci gente de todos os lugares possíveis! Me comuniquei e fiz amizade com pessoas completamente diferentes de mim ou de qualquer pessoa do Brasil. Muito interessante pois achei que “só” estudar inglês não iria fazer diferença nenhuma pra meu desenvolvimento pessoal mas não foi só o inglês que melhorou! Tenho certeza!

Acomodações diferentes em flat, casa de família, acampamento, Huts, enfim! Já passei por tudo e vou passar por muito mais! Todas minhas experiências foram válidas! Aprendizado é o que importa pra mim! Hoje tenho a impressão que estou aprendendo muito mais do que alguém que está estudando seu pós-doutorado em medicina durante a semana e física quântica nos finais de semana!

Já trabalhei como cleaner, tive oportunidade de trabalhar em um hostel mas agora estou trabalhando como storeman de segunda a sexta e como segurança em jogos de rugby quando tem jogo aqui em Christchurch! Mudei minha vida completamente e já não sei mais qual caminho trilhar!

Agora estou pensando se devo trocar de emprego e tentar a residência ou se tento estudar algo na minha área aqui mesmo! Enfim, oportunidade o país oferece! Aqui justiça é feita! Se você trabalha duro você ganha dinheiro e pode comprar seu carro/casa e viajar! se você faz besteira a coisa fica preta! Como deveria!

Nada é fácil! Mas se é justo já é alguma coisa! No Brasil tem muita coisa boa (mesmo) Mas a vida no Brasil não é justa! (Não mesmo!!

Depois de sentir na pele a diferença com que as coisas são feitas aqui na Nova Zelandia é difícil não considerar ficar por aqui! Esse é o único perigo (ou não).

Obrigado Nova Zelandia Brasil/Anderson! 

1 comentário em “#experiência: Thiago Mendes Borges, Christchurch, NZ”

  1. Oi tudo bem??? Você esta ai faz quanto tempo??? Conseguiu trabalho assim que chegou??? Estou pensando em ir para NZ, porém vou precisar trabalhar depois dos 2 primeiros meses, para me manter… trabalharia de qualquer coisa, só pra tirar uma graninha! Fico no aguardo, obrigada!

Vai Fazer Intercâmbio? Deixe seu comentário!