O primeiro dia de aula

Curioso para saber como será o primeiro dia de aula no Canadá?

Então veja o depoimento do diretor comercial do Grupo S7, Edson Ventura, que está passando um tempo no Canadá. Ele está vivenciando toda a rotina de um intercambista para que vocês tenham a melhor experiência possível com a gente! Leia o depoimento dele e inspire-se!

 

Finalmente chegou o primeiro dia de aula! A gente sempre fica apreensivo e todo o cuidado com o horário e etc., não é mesmo? Afinal, ninguém quer chegar atrasado no primeiro dia de aula, ainda mais quando a gente não faz muita ideia de como vai ser tudo. Você fica com muitas dúvidas: se o ônibus não vai atrasar, se precisa levar caderno, o que você vai comer, enfim, você fica meio perdidão. Mas é nessas horas que aparece uma das grandes vantagens de ficar numa homestay. Pra começar, quando você levanta, já tem um lanchinho preparado com seu nome, como na foto! Se sua ¨hostmother” for tão bacana quanto a minha, ela vai te dar um livrinho com os horários dos ônibus. Ah! E pode ficar tranquilo, que no Canadá eles não atrasam(e nem são lotados…hehehe).

Ah! Detalhe, você nem vai ficar preocupado em se perder porque sua hostmother já te levou no sábado ou domingo pra conhecer o trajeto até a escola. Aí fica fácil né???

Chegando na escola, aí sim, você vai ficar um pouquinho perdido. Mas como todas as aulas começam na segunda, é só seguir o fluxo que dá certo. Alguém vai vir te entrevistar pra já ir sacando se você conhece alguma coisa de inglês, depois te aplicam um teste (na minha escola foram 100 perguntas). Dependendo do teu resultado você vai ser encaixado numa sala com pessoas do teu mesmo nível. Depois alguém vai dar orientação (geralmente uma parte na tua língua mesmo), vão falar sobre passe de ônibus, horários, atividades, etc. Depois, fazem um pequeno tour pela cidade. E é isso o que tem pro primeiro dia.

2 comentários sobre “O primeiro dia de aula”

  1. Muito interessante esse depoimento.. mas me tire uma dúvida: estou estudando bastante a lingua inglêsa, mas tenho medo de ficar reprovado no teste. Há alguma possibilidade de ser mandado de volta pra casa por conta de deficiência no idioma? Estou indo a Vancouver por essa agência em novembro.

O que achou? Deixe seu comentário.