Esportes radicais na Califórnia!

Quando pensamos na Califórnia, Estado mais rico dos Estados Unidos, logo nos vem a cabeça as praias lindas e surf, correto? Pois é, baseado nisso, a Revista National Geographic do Brasil lançou na sua edição de Junho (número 135) uma matéria pra lá de radical sobre o Parque Nacional de Yosemite, lar de alpinistas e de outros loucos por aventuras!

Alpinista escalando livremente (sem cordas) em Yosemite

O Parque Nacional de Yosemite é um parque nacional norte-americano localizado nas montanhas da Serra Nevada, no estado da Califórnia, nos condados de Mariposa e Tuolumne. O parque cobre uma área de 3.081 km², estando a sua altitude compreendida entre os 600 e os 4.000 metros. O parque de Yosemite recebe a visita de cerca de três milhões de visitantes por ano, grande parte somente para ver o Vale de Yosemite, mas no parque existem muitas outras atrações, pois é reconhecido internacionalmente pelos seus espetaculares desfiladeiros de granito, cascatas, arroios claros, bosques de sequoias gigantes e grande biodiversidade, que lhe valeram a designação de Património Mundial em 1984.

Representando apenas 1% da área do parque, o Vale de Yosemite é o ponto que mais turistas recebe. O El Capitan, um proeminente penhasco de granito que se impõe sobre o vale, é um dos mais populares destinos do mundo para os escaladores de rochas, uma vez que oferece diversos percursos com diferentes graus de dificuldade, para além de estar acessível todo o ano. Erguem-se também sobre o Vale a Sentinel Dome e a Half Dome, impressionantes cúpulas de granito com 900 e 1.450 metros respectivamente.

Esta é a magia do Yosemite: forjar heróis. Não importa de onde venham, dos Alpes ou dos Andes, todos os escaladores que se prezam anseiam por uma peregrinação ao “vale” para medir forças com seus gigantes: El Capitan, uma tremeluzente proa de rocha tão imensa que faz os enormes pinheiros de 30 metros de altura em sua base parecerem miniaturas; Cathedral Rocks, uma fortaleza escura, eternamente nas sombras; e Half Dome, uma maçã de granito partida ao meio, com sua altiva face noroeste provocando os mais arrojados alpinistas do planeta. Escalar no Yosemite é um rito de passagem. – Alex Honnold para a Revista National Geographic

Curtiu? Então veja mais algumas fotos dessa edição da National Geographic e se inspire para essa aventura! (obviamente não precisa escalar como esses malucos, muito menos sem cordas como alguns deles)

Skate nas montanhas da Califa!

Melhor maneira de atravessar de um lado pro outro, não?

“Não poderei levar comida, água, mochila nem capa de chuva – nem sequer capacete. É o único jeito para avançar rápido” – Dean Potter, um dos praticantes de base jump, atividade proibida no parque

2 comentários em “Esportes radicais na Califórnia!”

Vai Fazer Intercâmbio? Deixe seu comentário!